O CPAP é um dispositivo essencial para o tratamento do ronco e apneia do sono, distúrbios que afetam milhares de pessoas de todas as idades. O equipamento gera um fluxo de ar através de uma máscara especial, evitando sensações desagradáveis e proporcionando uma noite perfeita de sono. Existem dois tipos de CPAP, o automático e o de pressão fixa. Ao receber a indicação médica para o uso do equipamento, uma dúvida comum dos pacientes é: qual equipamento devo utilizar?

Antes de descobrir as principais diferenças entre o CPAP de pressão fixa e o automático, é preciso entender como funciona o equipamento e seus benefícios. O CPAP é um pequeno aparelho compressor de ar, conectado a uma máscara ajustado ao nariz ou a boca do paciente. Silencioso, o equipamento funciona ligado à energia e não utiliza bateria. O CPAP é a solução mais moderna e eficaz no tratamento da apneia do sono e do ronco.

Os benefícios para a saúde são inúmeros. Além de melhorar ou aliviar completamente a apneia do sono e o ronco, o CPAP também melhora a qualidade do sono. Logo, proporciona ao usuário maior disposição para as atividades diárias. O equipamento ainda reduz os riscos de desenvolver hipertensão arterial e problemas cardíacos.

CPAP de pressão fixa

Agora que você já sabe como funciona e quais os benefícios do CPAP, vamos entender as diferenças do equipamento de pressão fixa e o automático. O CPAP de pressão fixa foi um dos primeiros equipamentos a ser usado para o tratamento da apneia do sono. Como o próprio nome já diz, o aparelho é programado com pressão fixa. Essa pressão é determinada através de exames ou estabelecida pelo médico para o início do tratamento do paciente com o CPAP. Essa mesma programação é mantida durante toda a noite de sono.

Portanto, para que o tratamento tenha o resultados esperados, é fundamental manter acompanhamento médico frequente. O especialista deve avaliar com frequência se a programação pré-estabelecida está sendo eficaz para o paciente. Caso contrário, o médico faz os ajustes para obter o melhor desempenho do CPAP.

CPAP Automático

O CPAP automático é mais moderno e acompanha a variação da pressão em um intervalo pré-configurado. O aparelho faz monitoramento constante do sono do paciente, e varia a pressão de acordo com a necessidade, garantindo que o paciente receba sempre com a menor pressão possível. Isso garante maior conforto e segurança no tratamento.

Para você entender o funcionamento do CPAP automático, veja o exemplo prático. Um aparelho configurado com a pressão mínima de 5 e máxima de 12 funcionará com a pressão dentro desse configuração. O quadro de apneia do paciente é que vai determinar qual será a quantidade de ar suficiente. Ou seja, a variação da pressão ocorre de acordo com a necessidade do usuário.

Seja qual for o tipo escolhido, estudos científicos garantem que todo CPAP, desde que calibrado corretamente de acordo com as necessidades do usuário, é eficaz no tratamento da apneia do sono. É importante reforçar que a escolha do modelo é individual e deve ser realizada com a ajuda do profissional de saúde que o acompanha.

Onde encontrar

Independente do modelo do CPAP escolhido, a AudioCamp tem as melhores opções do mercado. Revenda autorizada das melhores marcas de CPAP em Campinas e interior paulista, a AudioCamp conta com uma grande variedade de modelos e acessórios para o uso do CPAP. Além disso, temos assistência técnica permanente para higienização e calibração do equipamento e atendimento domiciliar individualizado.

O diagnóstico da apneia é feito através de exame chamado polissonografia. Na AudioCamp o paciente tem a possibilidade de fazer a polissonografia do tipo 3, também chamada polissonografia cardio respiratória. O teste é feito em sua residência, de forma prática, eficaz e confortável. Visite uma de nossas seis unidades em Campinas e interior paulista (Bauru, Itatiba, São João da Boa Vista e Indaiatuba) e tenha de volta uma noite de sono tranquila e agradável!