Desenvolvidos com alta tecnologia, pequenos e praticamente imperceptíveis, os aparelhos auditivos são indicados na maioria do casos de perda auditiva. A prótese auditiva não restaura a audição, mas devolve ao usuário a capacidade de ouvir os sons com clareza e nitidez, mesmo em ambientes barulhentos. Entretanto, efetuar a compra de um aparelho auditivo é uma decisão que requer muita cautela.

Isso porque existem uma infinidade de marcas, tipos e modelos no mercado. Em média, um aparelho pode durar de três a cinco anos, dependendo do tipo de aparelho e os cuidados do usuário. No entanto, a troca pode ser necessária bem antes deste período. Para que isso não ocorra, é preciso tomar alguns cuidados e ter a certeza de ter feito uma boa escolha. Confira no artigo quais os erros mais comuns cometidos antes de comprar o aparelho auditivo e evite cometê-los.

1 – Não ter um diagnóstico correto

Ao sentir os primeiros sintomas de dificuldade de ouvir, é fundamental procurar um especialista e realizar um exame de Audiometria para confirmar a perda auditiva e o grau. O diagnóstico correto e preciso é importante para que o paciente possa utilizar o aparelho auditivo ideal e com a programação que atenda às suas demandas auditivas. Se o diagnóstico for impreciso, todo o processo pode ser afetado.

2 – Não comprar em um centro auditivo especializado

Com o diagnóstico em mãos e a indicação para o uso do aparelho auditivo, o paciente deve procurar um centro auditivo especializado, idôneo, com qualidade reconhecida no mercado e uma equipe qualificada de fonoaudiólogos. Se não tomar esse cuidado, o paciente pode ficar sem os ajustes na programação e os acompanhamentos periódicos. Essas situações dificultam a adaptação ao aparelho e impedem o usuário de obter o máximo desempenho do seu aparelho.

3 – Desconsiderar seus hábitos e estilo de vida

Um erro muito comum na hora de decidir qual o aparelho auditivo comprar é ignorar os hábitos e estilo de vida. Uma pessoa ativa, que faz uso de tecnologias e participa frequentemente de reuniões de trabalho, por exemplo, necessita de um aparelho com funcionalidades como conexão direta com o celular. Já para um paciente com pouca destreza manual pode ser mais importante um aparelho auditivo que não necessita trocar a bateria constantemente.

4 – Não realizar um teste antes de efetuar a compra

Decidido o tipo de aparelho auditivo e suas funcionalidades, é importante realizar um teste com o aparelho auditivo escolhido para ter a certeza da aquisição. Esse período é fundamental para conhecer o manuseio, funcionamento e benefícios do aparelho auditivo. Tudo isso ajuda a saber o que esperar da prótese auditiva e facilita na adaptação, que não tem um tempo exato.

5 – Não pesquisar as diferenças entre os fabricantes

Como dito acima, existe uma grande variedade de fabricantes de aparelhos auditivos. As principais diferenças entre elas estão na tecnologia e funcionalidades oferecidas, assistência técnica. Por isso, é importante realizar uma pesquisa criteriosa para conhecer os benefícios das principais marcas de aparelho auditivo.

Venha ao lugar certo!

Uma das marcas de aparelho auditivo mais sólidas e conceituadas no mercado é a Audio Service, empresa alemã com mais de 40 anos de experiência em aparelhos e demais soluções auditivas. A Audio Service oferece três categorias de aparelhos nos mais diversos modelos, que combinam alta tecnologia com design. Tudo para proporcionar a melhor experiência auditiva possível.

A AudioCamp é revendedora oficial da Audio Service. Aqui você encontra uma estrutura completa e atendimento diferenciado. O objetivo é oferecer a reabilitação auditiva com máximo conforto e preço justo. Agende uma visita a uma de nossas unidades e faça a melhor escolha. São seis unidades no interior paulista, sendo duas em Campinas e nas cidades de Indaiatuba, Itatiba, Bauru e São João da Boa Vista.

Leia também: Como identificar a perda auditiva em crianças?